fbpx

Tosse canina: pode ser algo grave?

A tosse canina pode ser um sintoma de algum problema de saúde do pet, e suas causas podem ser as mais diversas. Manter-se atento aos sinais que o peludo dá e levá-lo ao médico-veterinário o mais rápido possível é essencial para a manutenção de sua saúde.

E para que você entenda mais sobre o que pode causar a tosse em cães e como ajudar seu melhor amigo caso esse sintoma se manifeste, continue lendo nosso artigo!

O que pode causar tosse canina?

Antes de saber se há remédio para tosse canina, é preciso que o tutor entenda quais motivos levam a esse sintoma. Por ser uma reação a algum tipo de irritação em alguma parte do sistema respiratório, a tosse pode ser causada por algum alimento que ficou preso ou por doenças cardíacas, tumores, parasitas ou até mesmo uma coleira apertada demais.

Por isso, é importante que o tutor note se a tosse é seca, úmida, superficial ou profunda, e se alguma secreção sai quando o cão tosse. Ela também pode vir acompanhada de espirros. Se for esse o caso, busque relatar tudo ao médico-veterinário para que ele saiba como tratar a tosse canina. 

Tosse ou engasgo: como saber se o cachorro está com tosse?

Não é incomum que cães se engasguem com a ração ou com brinquedos que podem ficar entalados na garganta ou no sistema respiratório. Muitas vezes, a causa da tosse é essa, pois o animal está tentando expelir o que ficou preso. 

Para identificar se esse é o caso, é preciso notar se o cão está tentando tirar algo da boca, até usando a pata para isso. Mas atenção: caso o objeto ou ração esteja entalado na laringe o cachorro pode sufocar, por isso, é preciso agir rápido e levá-lo ao médico-veterinário imediatamente.

Diferentes tipos de tosse canina

Existem diferentes tipos de tosse, causadas por diversos motivos. Porém, somente um profissional saberá identificar a causa certa do sintoma e saber também como curar tosse canina. Veja a seguir os diferentes tipos de tosse que podem afetar os cães:

Tosse seca

A tosse seca é mais comum no inverno e pode estar associada a alguma doença contagiosa se vier acompanhada de febre e espirros. Neste caso, somente um médico-veterinário saberá o que é bom para tosse canina, por isso o pet preciso ser levado para uma consulta.

Tosse de engasgo

Como vimos, este tipo de tosse está relacionado a alguma obstrução das vias respiratórias do animal e é uma emergência. O cãozinho precisa ser levado ao médico-veterinário imediatamente.

Tosse com “som de ganso”

Trata de um sintoma da estenose de traqueia, condição comum em cães de pequeno porte. É quando a traqueia fica obstruída e pode levar a complicações à respiração do peludo.

Tosse úmida

Geralmente está associada a problemas respiratórios, como a pneumonia. Pode vir acompanhada de fluidos como sangue ou catarro. É uma tosse mais curta e também pode ter a ver com problemas cardíacos do bichinho. Pode ser que o médico-veterinário indique algum antibiótico para tosse canina.

Como prevenir a tosse canina?

A tosse canina pode ser causada por diversos motivos, por isso a prevenção não é tão simples. Porém, é preciso manter o calendário de vacinação do pet em dia, além da desparasitação indicada pelo médico-veterinário. 

Também é preciso levar o cão para uma consulta com um especialista a cada seis meses, pelo menos, para que seja possível se certificar de que a saúde do bichinho está em dia. Essas são as melhores formas de prevenção para a tosse em cães.

 

Fonte: Petz