fbpx

Gato com ansiedade: saiba como ajudar seu pet

 Inquietude, falta de um sono tranquilo, agitação e olhar sempre vigilante são alguns dos sinais que o gato dá quando está ansioso. E, assim como quando nos afeta, a ansiedade excessiva traz consequências ruins que não podem ser encaradas com naturalidade e é necessário cuidado para preservar uma boa qualidade de vida do bichinho.

No caso dos felinos, a ansiedade pode ocorrer por diversos fatores e você precisa ficar bastante atento aos sinais que o seu gato dá para desvendar o que está motivando o desassossego no bichano. 

A presença de outros pets em casa, principalmente cachorros ou gatos que fazem abordagens inadequadas, pode fazer com que o peludinho fique sempre alerta e receoso de sofrer um ataque ou algum tipo de intimidação, portanto, se você tem mais de um pet em casa, fique sempre de olho em como eles estão se relacionando. Como contamos recentemente, até o xixi fora da caixinha de areia pode denunciar que está rolando uma rixa entre os pets.

Revise a rotina

A ansiedade dos gatos muitas vezes está relacionada a uma rotina inadequada do bichano. Lembre-se que mesmo morando dentro de uma casa, o gato precisa atender aos chamados de sua natureza, logo, se ele não precisa caçar para comer, por exemplo, esta atividade precisa ser “recompensada” de outra maneira. Dê a ele a oportunidade de “caçar” alguns petiscos, um ratinho de pelúcia ou outro brinquedo pet para que ele se sinta mais satisfeito.

Ter em casa arranhadores, prateleiras, tocas, túneis e brinquedos (que você precisa brincar junto com o gato e recompensá-lo de vez em quando) é uma pedida quase que obrigatória se você quiser manter o seu pet saudável e longe da ansiedade em demasia. Estes acessórios permitem que o bichano faça muito daquilo que o seu instinto felino pede: afiar as garras, escalar, ter um abrigo exclusivo, capturar sua “presa”, entre outros.

Aliado a este enriquecimento ambiental, não deixe de contar com um acompanhamento médico veterinário desde as primeiras suspeitas de ansiedade, pois ela pode influenciar no surgimento de doenças, principalmente problemas urinários e gastrointestinais. Preze sempre pelo bem-estar do seu filho de quatro patas, de maneira que toda agitação felina vá embora quando a hora da diversão terminar.

 

Fonte: Petlove