fbpx

Cachorros medrosos: como agir?

Um cachorro medroso tem diferentes formas de mostrar que está com medo. Ele pode se esconder em um lugar que acha seguro, latir desesperadamente, evitar o contato com tutores, tornar-se agressivo e até rosnar e andar para trás.

Geralmente, um cachorro traumatizado apresenta essas características porque teve dificuldades de sociabilização quando ainda era filhote. Ou seja, muito provavelmente não foi apresentado “ao mundo” de forma agradável. Separamos algumas dicas para te ajudar a lidar com um cachorro medroso. Confira!

Cachorro medroso: faça ele reconhecer barulhos do dia a dia

Um cachorro com medo de chuva, por exemplo, provavelmente não irá conseguir lidar bem em tempestades e até em chuvas mais fracas. Isso acontece porque o pet passou dos três meses de vida e não conheceu pessoas diferentes ou teve estímulos de defesa a barulhos, objetos, cheiros, entre outros.

Independentemente da forma como o medo se manifesta, é preciso ter calma e cautela. Afinal, o animal é quem mais sofre nessa situação.

Cada indivíduo reage de forma diferente e em tempos diferentes. O principal objetivo é fazer com que um cachorro medroso ganhe confiança. Sendo assim, NUNCA o engane.

Evite algumas atitudes com um cachorro medroso

Não tente passar a mão e abraçar seu amigo quando ele estiver com crises de insegurança. Isso porque um cachorro com medo de fogos, chuvas e outros barulhos pode achar que você o está enganando. Para ele, essa é uma traição bem grave.

Além do mais, você poderá levar uma mordida, mesmo que esteja na melhor das intenções.

Espere que o cachorro vá até você!

Deixe que o cão chegue até você! Essa é uma forma super segura de ajudar seu cachorro com medo de trovão e outros barulhos mais altos. Se for preciso, coloque-o em uma guia e não olhe para ele fixamente, pois cachorros medrosos entendem isso como uma ameaça.

Presenteie-o com petiscos para ajudá-lo

Um estímulo, como petiscos para cachorro, é extremamente importante. Dê sempre que ele estiver curioso com você e nunca quando estiver latindo, com cuidado para não assustá-lo. Talvez você precise fazer essa apresentação várias vezes.

Até mesmo em casos de cachorro com medo do nada, o tratamento para ajudá-lo a enfrentar as angústias exige certo tempo. No entanto, com as atitudes certas, logo o pet vai perceber que pode confiar em você!

Por isso, tenha paciência e repita o exercício quantas vezes forem necessárias. Pode ter certeza de que, com o tempo, o cachorro medroso estará mais confiante e você poderá se aproximar cada vez mais.

Mas lembre-se: ele ainda poderá ter essa atitude com outros e, sendo assim, o treino deverá ser mantido até que você tenha certeza de seu amigo está seguro com pessoas e situações desconhecidas.

 Fonte: Petz