fbpx

Quanto tempo dura a gestação de uma cadela?

Saber da chegada de novos filhotinhos é um momento super especial para o tutor e sua pet. Ao mesmo tempo, o dono já começa enfrentando várias dúvidas. Entre elas, saber quanto tempo dura a gestação de uma cadela e quais os cuidados necessários ao longo desse processo.

É bem verdade que o ideal é castrar os animais para evitar a reprodução indesejada. Mas, se você quer a cria, o mais importante é conhecer as particularidades desse período tão delicado e assegurar a saúde da futura mamãe e dos bebês.

Gestação canina: sintomas e duração

Enquanto a gestação humana dura longos nove meses, a gestação de uma cadela é bem mais rápida: em média, 63 dias (podendo variar de 58 a 68 dias), independentemente da raça ou do porte do cão.

Uma das formas de como saber se a cadela está grávida é prestando a atenção nos hábitos do animal. As fêmeas prenhes costumam apresentar redução de apetite, inchaço das mamas e mudanças de comportamento.

Como esses são sinais inespecíficos, se você notá-los em seu animal o ideal é levá-lo a um médico-veterinário que possa descartar outras possíveis alterações, como gravidez psicológica, tumores de mama, infecção do útero, entre outros.

Para confirmar a gestação, você deve contar 21 dias a partir do momento em que o cruzamento aconteceu e que, portanto, pode ter ocorrido a fecundação, e submeter a cadela a uma ultrassonografia de abdômen. É a partir da terceira semana de gestação que esse exame poderá identificar a presença de vesículas embrionárias.

Cuidados durante a gestação da cadela

Para que a cadela tenha uma gestação tranquila, é preciso que ela esteja com a saúde em dia. Por isso, um dos primeiros cuidados da gestação de cachorro é a realização de uma consulta com um médico-veterinário, que deve fazer um exame físico, checar vacinas e vermifugação, além de pedir exames de sangue, caso haja necessidade.

É muito importante o acompanhamento da gestação canina semana a semana, com passagens pelo veterinário. “O pré-natal inclui um exame ultrassonográfico (com 21 dias), que avalia a viabilidade dos fetos, e a radiografia (com 47 dias de gestação), que nos permite saber quantos são os filhotes e em que posição estão”, explica a Dra. Karina Mussolino, médica-veterinária.

O estado de saúde da gestante deve ser monitorado durante as consultas e os exames podem levar o médico-veterinário a recomendar uma cesariana, caso os bebês não estejam posicionados ou se houver indícios de sofrimento fetal.

Atenção à alimentação

Para contribuir para a boa saúde da fêmea e dos filhotes, ofereça à gestante somente alimentos de boa qualidade, tipo super premium, que garantem uma maior absorção de nutrientes. Mas lembre-se de que a troca da ração deve ser feita com orientação profissional e de maneira gradual, para evitar problemas gastrointestinais.

Também é importante manter a cadela hidratada, deixando água fresca e limpa à disposição.

Higiene e bem-estar

Conforme a gestação avança, é provável que a cadela se sinta mais cansada. Por isso, embora os passeios sejam recomendados, eles devem ser mais curtos e lentos, sempre com oferta de água durante o percurso.

Banhos também são fundamentais, mas devem ser dados com cuidados e, principalmente, sem estresse.
Aliás, tentar evitar situações de tensão é muito importante para a segurança da gestação, principalmente nas últimas semanas.

De acordo com a Dra. Karina, o melhor é já deixar à disposição da fêmea uma cama bem confortável, em um ambiente limpo, tranquilo e aquecido. Assim você garante que ela tenha um local adequado para se concentrar no parto, quando chegar a hora.

Fonte: Petz