fbpx

Cachorro envenenado - Saiba como lidar com o problema

Se você é tutor de cachorro, já deve ter reparado como seu amigo adora lamber objetos inusitados. Isso ocorre porque os cães utilizam muito o paladar para explorar e reconhecer o mundo à sua volta.

O problema é quando esse “mundo inexplorado” oferece perigos à saúde. Nessas horas, é imprescindível saber reconhecer um cachorro envenenado.

Também é preciso saber identificar as causas do problema e como agir de maneira rápida e efetiva, salvando a vida do seu amigo de quatro patas. Vamos descobrir como fazer isso?

Afinal, o que pode ser considerado veneno para o cachorro?

Quando falamos em veneno, muita gente pensa em cachorro envenenado por chumbinho. Mas saiba que essas substâncias podem estar presentes também em produtos e objetos do nosso cotidiano.

“Embora os venenos tenham sido popularmente usados como método de execução, eles também são usados no controle de pragas e de ervas daninhas nas plantas, em materiais de limpeza e de manutenção, na preservação de materiais de construção e de alimentos”, explica a Dra. Larissa Seibt.

Ou seja: o mesmo produto que te ajuda a manter a casa limpinha pode ser um veneno para o cachorro — ou mesmo para você — quando ingerido.

Nesse sentido, a Dra. Larissa esclarece que pode ser considerada veneno qualquer substância química que possa prejudicar as funções do corpo, “especialmente aquelas que são corrosivas, cancerígenas e poluentes”, completa.

Causas de cachorro envenenado: 4 grupos para ficar de olho!

Não deixar o cachorro sozinho no portão da frente, assim como evitar que estranhos tenham acesso a ele, é sempre uma boa ideia. Afinal, nunca se sabe quando alguém, de forma liberada ou por acidente, vai oferecer alguma substância tóxica ao animal. Mas, diferente do que muitos pensam, essa não é a principal causa de envenenamento entre cachorros.

“Geralmente, eles entram em contato com essas substâncias pelo descuido dos tutores. Por serem animais curiosos, os cães acabam aspirando ou até consumindo indevidamente os produtos”, lamenta a veterinária.

Para ajudá-lo a evitar esse problema, separamos abaixo 4 grupos de produtos comuns dentro de casa com os quais você deve ter cuidado redobrado:

Produtos de limpeza

Para evitar ter um cachorro envenenado por produtos de limpeza, mantenha água sanitária, desinfetante, álcool, entre outros, sempre fora do alcance do pet. Evite deixá-lo entrar no ambiente enquanto estiver usando esses produtos na limpeza.

Medicamentos

Todo remédio de uso humano deve ser armazenado fora do alcance dos cachorros. Além disso, fique especialmente atento ao uso de inseticidas, repelentes e outros que são aplicados diretamente na casa. Para evitar problemas, prefira sempre os de uso veterinário.

Plantas

Algumas plantas comuns dentro de casa são muito tóxicas para os cachorros, como antúrio, comigo-ninguém-pode, babosa e azaleia. Antes de comprar uma nova planta para a sua casa, busque se informar se ela é nociva para a saúde de seu amigo e, se for o caso, procure mantê-la sempre em locais altos, aos quais ele não tem acesso.

Alimentos

Certos alimentos comuns — e muito gostosos — para nós são altamente nocivos aos cachorros, podendo causar envenenamento. Entre os mais famosos estão: alho, cebola, chocolate, abacate, uva e carambola. Saiba como agir com intoxicação alimentar em cachorros.

Essa última categoria está entre as principais responsáveis pelo envenenamento canino. Afinal, é comum que tutores ofereçam a própria comida para os cachorros como forma de agradá-los. Na dúvida, dê somente rações e petiscos feitos especificamente para eles!

Sintomas de cachorro envenenado

Caso o pet tenha ingerido qualquer substância venenosa, quanto antes você agir, melhor será a recuperação dele. Por isso, é importante reconhecer os sintomas de envenenamento, como:

  • Vômito;
  • Falta de apetite;
  • Diarreia;
  • Salivação excessiva;
  • Prostração;
  • Incoordenação,
  • Dificuldade respiratória.

A Dra. Larissa ressalta que, em quadros mais avançados, o envenenamento pode levar até mesmo a uma parada cardiorrespiratória.

Sendo assim, em caso de suspeita, não perca tempo! Leve o cachorro o quanto antes para uma clínica veterinária de pronto atendimento, principalmente se ele for filhotinho.

Recuperação de cachorro envenenado: o que fazer?

Ao suspeitar que seu cachorro ingeriu alguma substância prejudicial, é importante tentar localizar, com agilidade, qual foi a possível causa do envenenamento. Isso porque o tratamento varia entre as causas da intoxicação.

Portanto, tente verificar se o cachorro teve acesso a alguma planta, se mexeu no lixo, etc. Caso o pet esteja vomitando, a Dra. Larissa diz que levar uma amostra do vômito também pode ajudar o veterinário a descobrir a causa do problema e chegar ao melhor tratamento.

Nesse sentido, vale destacar que você nunca deve tentar induzir o pet a vomitar em casa e sem conhecer a causa do envenenamento, pois a necessidade da indução depende do tipo de substância.

“Se ele ingeriu uma substância que causa lesão no esôfago, a indução do vômito pode agravar o quadro”, diz a médica-veterinária. Em vez disso, procure imediatamente a clínica mais próxima para atendimento emergencial.

Fonte: Petz

 

Tags: saudepet, maissaude, petsaudavel