fbpx

Gripe Canina: um guia completo sobre a doença

Muito comum durante as estações chuvosas, a gripe canina é uma doença que ainda desperta várias dúvidas em alguns tutores. Bastante parecida com a gripe humana, essa enfermidade respiratória não costuma ser grave. Mesmo assim, é preciso ter cuidado!

Assim como acontece conosco quando estamos gripados, a falta de cuidados contribui para a evolução da doença para problemas mais sérios, como a pneumonia. Por isso, preparamos um guia sobre a gripe canina. Está pronto para saber mais sobre a doença?

O que é a gripe canina?            

A gripe canina, ou influenza canina, é uma doença respiratória causada por um tipo de vírus da gripe, o Influenza A. Muito contagiosa, ela é mais frequente durante as estações chuvosas e deixa de ser tão preocupante nos meses mais secos.

Em geral, a gripe canina não costuma colocar em risco a vida do animal, mas, mesmo assim, é importante levá-la a sério. Além de poder evoluir para quadros mais graves, ela também causa muito desconforto ao paciente. Para entender melhor, basta lembrar da última vez em que você ficou gripado.

Como ocorre o contágio?

Para desenvolver a doença, o cão tem que ter contato com o vírus. Entre as formas mais comuns de transmissão da gripe estão:

Convivência com um animal contaminado;

Compartilhamento de bebedouros e comedouros com animal doente,

Contato em parques, áreas de recreação e outros espaços, principalmente fechados, com animal que tenha o vírus.

A imunidade do cachorro vai determinar se ele apresentará ou não manifestações clínicas da doença. Por isso, a gripe canina é mais comum durante estações chuvosas e meses mais frios, durante os quais as defesas do organismo tendem a cair.

Lembrando que, apesar de contagiosa, a gripe canina não passa para humanos, sendo um risco apenas para outros pets. Dessa forma, é importante não dar nenhum tipo de medicamento humano para gripe canina.

Sintomas da gripe canina

Assim como uma gripe em humanos, a gripe em cachorros apresenta alguns sintomas clássicos. Segunda a médica-veterinária,  Dra. Thaís Batista, os sinais mais comuns da influenza em cachorros são:

Tosse insistente;

  • Coriza;
  • Apatia;
  • Febre;
  • Perda de apetite,
  • Olhos lacrimejantes.

Apesar de tudo isso, devemos ressaltar que nem todos os cachorros apresentam os seis sintomas dessa lista. Fique atento e, em dúvida, leve seu pet ao veterinário e garante um diagnóstico precoce, que pode ser importante para o tratamento.

Diagnóstico e tratamento

Ao perceber que seu animal apresenta sintomas de gripe canina, procure um veterinário. Ele poderá chegar ao diagnóstico depois de uma conversa com alguém da família, um exame físico e, eventualmente, alguns exames laboratoriais.

Assim como acontece com humanos, muitas vezes, a gripe canina desaparece após alguns dias. No entanto, para que o cachorro se recupere de forma rápida e saudável, é necessário alguns cuidados.

Dê muita água para o pet e garanta uma alimentação saudável e equilibrada. Em alguns casos, o veterinário pode receitar anti-inflamatórios e antibióticos, conforme os quadros que já estiverem associados à doença. Com as recomendações de um especialista, é possível livrar seu pet da gripe canina com um tratamento rápido e eficaz.

Gripe canina: devo me preocupar?

Cachorros com gripe costumam ficar manhosos e carentes. Por mais que corte o coração ver seu filho de quatro patas desanimado e abatido, não se preocupe: a gripe canina é uma doença simples e não costuma trazer graves consequências.

Mas é necessário seguir o tratamento receitado, deixar o cachorro descansar e ficar de olho. Em alguns casos, a gripe pode evoluir para uma pneumonia, que é uma doença bem mais grave.

O que fazer para prevenir a doença?

Para quem deseja proteger o pet da gripe canina, especialistas recomendam a manutenção da imunidade, fornecendo boa alimentação e muita água. Lembre-se de que manter a vacinação da gripe canina e a vermifugação em dia são cuidados essenciais para assegurar boa saúde ao animal.

 

Fonte: Petz

 

 

Tags: saudepet, maissaude, petsaudavel