fbpx

Exercícios para gatos se manterem em forma

Sim, isso mesmo! Exercícios para gatos! Mas calma, não queremos fazer seu gato correr uma maratona. O que acontece é que, principalmente para gatos de apartamento, às vezes os seus miaus precisam de um estímulo para fazer exercícios e não ficarem parados. Mesmo que a gente já saiba que gatos dormem muito, eles também precisam mexer o corpo. E você pode ajudar.

Jogar bolinha

Parece brincadeira que a gente faz com cachorro, mas não é. Muitos, muitos gatos respondem a essa brincadeira, principalmente os mais ativos. Como a boca dos gatos é menor do que a maioria dos cachorros, não dá para jogar qualquer bola, tem que ser uma pequena! Às vezes ele não vai trazê-la de volta, mas vai ficar tentando pegá-la e mordê-la.

Leia mais...

Olho de cachorro remelando: devo me preocupar?

Acordar com o olho cheio de remelas acontece com todos. Mas será que indicam algum problema quando acontece com o olho do cachorro remelando?

Quem ama cãezinhos já sabe: o comportamento desses pets muitas vezes é bastante similar ao dos tutores. Animados, eles costumam gostar de brincar, correr e, claro, uma boa noite de sono após um dia cheio!

E assim como acontece conosco, ao acordar, é normal que os cachorros apresentem remelas acumuladas ao redor dos olhos. Na maioria das vezes, esta secreção ocorre de forma natural e não representa nenhum problema na saúde de seu amigo. Porém, algumas vezes, pode significar um sintoma mais grave.

Leia mais...

Terapias alternativas para pets: Quais podem ajudar?

O uso de remédios constantes pode causar danos ao fígado e estômago, além de outros efeitos colaterais. Por isso, em muitos casos, é possível optar por uma terapia alternativa, que foge dos medicamentos pesados e invasivos. Com os bichinhos, não é diferente.

Hoje, várias terapias alternativas para pets estão sendo procuradas para alívio de dores, desconforto e até comportamento.

As terapias alternativas para pets não oferecem cura, mas, sim, uma maior qualidade de vida e alívio de sintomas do pet.

Você sabe quais são as possibilidades de tratamento? Confira as mais populares!

Leia mais...

Pesquisa mostra que cachorros gostam de confortar humanos

Não, você não está exagerando quando diz que seu pet percebe se você está triste e ainda faz de tudo para mudar essa situação. Um estudo recentemente publicado sobre a empatia dos cachorros para com os humanos comprovou que a maioria dos peludos possui uma tendência a querer confortar seres humanos que julgam estar tristes.

A pesquisa publicada nesta semana no Learning and Behavior contou com a participação de 34 animais e seus tutores, mostrando que os pets não mostravam preocupações apenas com membros de suas famílias, mas também com outros indivíduos que estavam chorando, por exemplo.

Leia mais...

Como fazer o gato parar de morder?

Não são apenas os gatinhos filhotes que podem ter o hábito de morder. Gatos adultos, por muitas vezes, apresentam este comportamento, mas isso não é lá tão natural… ok que os gatos domésticos ainda possuem um quê bem acentuado de caçadores, mas um pet que não para de morder mostra que algo não vai bem.

É claro que quando são provocados, a tendência é que arranhem ou mordam. A maioria dos gatos, por exemplo, não gosta de serem tocados na barriga e, quando isso acontece, é esperado que eles reajam negativamente. Se você tem o hábito de provocar seu pet desta forma, não vale reclamar: foi você quem o ensinou a agir assim!

Leia mais...

Março amarelo: destaque para doenças renais em cães e gatos

Março é o mês de conscientização e prevenção para doenças renais em pets. As doenças renais estão entre as principais causas de óbito de cães e gatos acima dos 7 anos de idade e, em graus diversos, chegam a acometer até 60% da população de pets idosos. Quando o problema se torna crônico, ele não tem cura, mas o diagnóstico precoce pode proporcionar melhor qualidade de vida para o animal.

Leia mais...

Dirofilariose canina: saiba mais sobre o temido verme do coração

O termo médico dirofilariose canina pode até não ser muito conhecido. Mas, se você tem cachorro, é bem possível que já tenha ouvido falar no verme do coração em algum momento.

Considerada uma zoonose, a doença parasitária cardiopulmonar afeta principalmente os cães, sejam eles domésticos ou silvestres. E sua incidência costuma ser maior nas estações mais quentes, quando muitos tutores levam seus pets para a praia. A seguir, saiba mais sobre essa doença séria e silenciosa que é a dirofilariose canina.

Leia mais...

Dicas para um carnaval “animal”


O carnaval está aí e quem pensa que só as pessoas curtem os dias de folia está enganado! Isto porque muita gente não deixa seu pet de lado nesta época do ano, levando os bichinhos, principalmente os cachorros, para brincar nos blocos pet friendly ou como companhia durante as viagens do feriadão. Mas para que a festa termine bem, é preciso ficar de olho, para não expor seu “amigão” a riscos.

Leia mais...

Como evitar e eliminar pulgas e carrapatos

Se você tem a impressão que há mais pulgas e carrapatos no verão, está certíssimo! Nesta época do ano, as condições são ideais para a reprodução desses parasitas. Se no inverno eles levam até 140 dias para chegar à fase adulta, no calor esse período cai para até 10 dias, informa o veterinário Caio Telloli. “É comum a ideia de que a presença de pulga em casa é por falta de higiene, mas não é verdade”, esclarece o veterinário.

O especialista alerta que os carrapatos, principalmente o do tipo marrom, podem transmitir parasitoses no sangue dos cães, que podem levar a anemia profunda e até à morte dos animais. “Podem ser necessárias transfusões de sangue e internação por tempo indeterminado para salvar a vida dele”, afirma Caio.

Para evitar que pulgas e carrapatos se alojem no seu animal de estimação e na sua casa – e também para eliminar esses visitantes nada bem-vindos –, é importante seguir algumas dicas, dadas aqui pelos veterinários Caio Telloli e Mariana Reis. 

Leia mais...

A família vai aumentar? Veja dicas para integrar crianças, bebês e cães

Já é fato antigo que a convivência com cães melhora vários aspectos da nossa saúde. Mas a novidade aqui é outra: os nossos peludinhos também podem contribuir bastante para a melhora e proteção da saúde de crianças e bebês, produzindo benefícios que vão acompanhá-las a vida toda. O contato saudável com animais desde cedo faz com que o sistema imunológico das crianças se fortaleça e fique bem menos propenso a condições como alergias crônicas e até mesmo asma. 

Além disso, os peludos também proporcionam ótimas experiências para as crianças, desenvolvendo suas habilidades sociais e as ajudando a aprender como lidar com suas emoções. Para que tudo isso aconteça, os adultos precisam saber como integrar bebês e cães para que se deem bem desde o começo!

Leia mais...

Gato pode comer ovo?

Gatos são animais carnívoros estritos (obrigatórios) e, por isso, ingerir proteínas, especialmente carnes, é fundamental para a saúde desses pets. Quando temos um gato em casa, é fundamental nos atentarmos à sua alimentação, pois eles têm necessidades diferentes de outros animais.

Os gatos, por exemplo, precisam de uma certa quantidade diária de taurina, um aminoácido muito importante para mantê-los saudáveis. Dietas vegetarianas e ricas em carboidratos não são indicadas para os felinos, que ainda possuem um sistema digestivo mais rústico, menos preparado para receber alimentos pouco proteicos.

Leia mais...

Brinquedos para pets: Aprenda a escolher as melhores opções

Embora existam exceções que acabam por confirmar a regra, a verdade é que, hoje em dia, boa parte dos pets passa o dia todo dentro de casa, sem muito o que fazer e sem ter com quem interagir.

Pensando nisso, fica fácil entender a importância dos brinquedos na vida dos animais de estimação. Afinal, além de estimular o movimento e um maior gasto de energia, os brinquedos para pets também são ótimos para entreter e desestressar nossos amigos. Mas, para isso, é importante caprichar na escolha e na forma de utilização desses brinquedos para pets.

Leia mais...

Xixi no lugar certo: 7 erros que dificultam o aprendizado do pet

Os primeiros dias de um cachorro na casa de seus novos tutores são sempre de muita alegria. Familiarizar-se com o jeitinho do pet, com a forma como ele explora a casa, demonstra seu carinho, tudo isso é uma delícia! Mas, como nem tudo são flores, a fase traz também seus desafios, como ensinar o cão a fazer xixi no lugar certo.

Embora não seja nenhum bicho de sete cabeças, a tarefa exige tempo, dedicação e paciência. Isso porque, nesse momento, tomar atitudes impensadas pode não só dificultar o aprendizado, como também atrapalhar a relação do pet com a família. A seguir, descubra os principais erros cometidos pelos tutores na hora de ensinar o cachorro a fazer xixi no lugar certo. 

Leia mais...

Gatos podem beber leite ou são intolerantes à lactose?

 

É bastante comum lembrar de desenhos que mostram os felinos se alimentando ou correndo atrás de leite. Além disso, algumas campanhas publicitárias, filmes e fotografias reforçam essa atitude ao mostrar gatinhos com bigode molhado e branquinho de leite. Mas, será que os gatos podem beber leite do jeito que estamos acostumados a ver?

Leia mais...

Tosar ou não o cachorro no verão?

O verão já chegou e, consequentemente, as temperaturas estão nas alturas! Os pets também sentem esse calor todo, por isso muitos tutores logo pensam que tosar a pelagem irá ajudar a enfrentar as altas temperaturas. Mas essa questão é polêmica, já que nem sempre a tosa é a melhor opção para refrescar o seu cachorro.

A questão da raça é algo que deve ser levado em conta na hora de decidir se irá tosar ou não o cachorro. Existem algumas que enfrentam melhor a exposição ao Sol e outras que são mais sensíveis, por isso precisam dos pelos como proteção.

Leia mais...

4 sinais que seu cachorro precisa passear mais

Com o nosso dia a dia corrido e cansativo, muitas vezes deixamos os passeios dos nossos pets para depois. Mesmo quando encontramos um tempinho, fazemos um passeio rapinho em um percurso mais curto e quase não gastamos energia do nosso cachorro. :/

Pra manter a saúde e comportamento calmo dos nossos cachorros precisamos fazer passeios longos e regulares. É bom ficar atento alguns sinais que seu cachorro precisa passear mais.

Leia mais...

Como prestar primeiros socorros a animais

O atendimento de emergência e os primeiro socorros para animais de estimação nunca devem ser usados como substitutos da visita a um veterinário, porém, eles podem salvar a vida de seu querido amigo, se realizados corretamente antes que ele possa ser levado para receber o atendimento especializado. É importante está preparado para dar a assistência que seu bichinho precisa.

Leia mais...

5 dicas para deixar seu pet tranquilo com FOGOS DE ARTIFÍCIO

As festas de fim de ano são um ótimo momento para reunir a família e amigos. Transbordar afeto e boas energias. Mas para os nossos pets, o momento pode não ser tão mágico e feliz, devido aos fogos de artifício, o barulho muito alto deixou nossos companheiros sem ter motivo para comemorar e pânico. Por isso, separamos algumas dicas para tentar amenizar a aflição do seu bichinho.

Leia mais...

Queda de pelos dos pets é sazonal, mas pode ser reduzida

Seu pet é daqueles que por onde passa deixa o seu rastro, soltando vários pelinhos por aí? E um pequeno abraço deixa sua roupa coberta de pelos?

Essa queda de pelo é comum, mas pode intensificar nos meses que antecedem o inverno. “A maioria dos cães perde pelos o ano inteiro, mas tem duas trocas sazonais mais intensas: na primavera, substituindo a pelagem por uma mais fina para o verão; e no outono, por uma mais densa e grossa, que tem o objetivo de auxiliar na proteção térmica no inverno”, explica a médica-veterinária Camila Coelho e Silva

Leia mais...

Cachorro pode comer uva?

É bem provável que você já tenha visto em algum lugar que os cachorros não podem comer uva. Não se sabe ao certo qual parte da uva (se é a fruta em si, sua semente ou mesmo sua folha) causa intoxicação nos pets, por isso, o ideal é mantê-los sempre bem longe deste alimento.

Leia mais...

Dicas contra o mau hálito nos cães


Os cães não sejam tão suscetíveis às cáries, contudo, eles são sérios candidatos à doença periodontal, que é uma inflamação na gengiva geralmente causada pelo acúmulo de tártaro nos dentes. Esse problema leva ao mau hálito. Por isso, é importante cuidar da saúde bocal do seu pet, para evitar o terrível bafinho ou doenças mais sérias.

Como fazer a limpeza dos dentes do meu cãozito?

É como fazer a higiene da própria boca: o importante é limpar todos os dentes.

A melhor opção é sempre aquela a que você e seu cão se adaptam melhor. Se preferir a escova de dentes humana, escolha uma de cerdas macias e do tamanho adequado para o seu animal.

Em raças menores, uma boa pedida são as escovas de bebês.

Leia mais...

O que é dermatite?

O que é dermatite?

É bastante comum que nossos pets sejam diagnosticado com dermatite, mas afinal, o que é essa doença? As dermatites nada mais são do que uma inflamação da derme que pode acontecer por diversos motivos, apresentar diferentes formas e ser de vários tipos. As dermatites podem acometer qualquer ser vivo que possua pele, ou seja, nem mesmo nós, humanos, estamos livres deste problema. Da porção externa para a interna de nosso corpo, a derme é a segunda camada que constitui nossa pele, portanto, feridas bastante superficiais acontecem na epiderme (primeira camada) e não devem ser chamadas de dermatites.

Leia mais...

Como dar vermífugo pro meu pet?

Muita gente sabe que é fundamental vermifugar cachorros e gatos, mas a maioria das pessoas não tem nem ideia de como isso deve ser feito. Os vermes intestinais podem ser um verdadeiro problema para nossos pets, podendo causar desnutrição, anemia, deficiências de vitaminas e minerais, apatia, vômito, diarreia e em casos extremos, obstrução do intestino e até óbito.

 

Como vermifugar um pet?

Você sempre deve se atentar à dose do vermífugo escolhido. Eles normalmente são de acordo com o peso do animal, sendo necessário saber na ocasião exatamente quanto seu cachorro ou gato está pensando. Mesmo os vermífugos que dizem na bula que são de “dose única” precisam de outras duas administrações. O intervalo entre elas deve ser feito 15 e 21 dias após a primeira dose.

Leia mais...

Perigo do bisfenol A

O Bisfenol-A (BPA) é um composto utilizado para a fabricação de policarbonato, um tipo de plástico rígido e transparente utilizado em vários tipos de utensílios. Ele normalmente é encontrado em potes de plástico, embalagens plásticas para alimentos, garrafas de água reutilizáveis, além de revestimento interno nos enlatados. Embora este tipo de produto pareça inofensivo, o BPA é nocivo à saúde.

Esse composto compostos químico interfere no funcionamento dos hormônios humanos e de animais, prejudicando funções importantes para o organismo, como metabolismo energético, imunidade, desenvolvimento neurológico e sexual.

Leia mais...

Você sabe quanta água seu filhote precisa beber?

 

Quanta água meu filhote precisa tomar?

Deixar um filhote canino hidratado é fundamental para o seu organismo funcionar de forma correta. Por isso, deixar a disposição do filhote um pode com água filtrada é essência. Caso a água não esteja sendo oferecida de forma adequada poderá atrapalhar diversos processos metabólicos importantes e deixando o seu pet desidratado ou até mesmo chegar óbito.

Leia mais...

Plástico no mar x Saúde ambiental e dos animais

O lixo urbano cresce desenfreadamente, superando 3,5 milhões de toneladas por dia em 2010 e 6 milhões em 2025. A estimativa é superar a marca dos 8 milhões de toneladas de lixo por dia em 2050, um crescimento absurdo, de mais de 100%, quando a população deve crescer “apenas” 40% no mesmo período (de 7 bilhões em 2012 para 9,8 bilhões em 2050, segundo a última Revisão da Population Prospects, da ONU).
Além disso, um artigo publicado no The Guardian fornece novos dados sobre o problema. A indústria mundial produz hoje quase 20 mil garrafas PET (polietileno tereftalato) por segundo, ou um milhão delas por minuto. Em 2016, quase quinhentos bilhões foram produzidas no mundo todo, sendo a Coca-Cola responsável por um quinto delas. Isso significa um aumento de quase 200 bilhões de garrafas em relação à produção de 2004. E a estimativa de um relatório sobre as tendências das embalagens proposta pelo Euromonitor International é de que se produzam 583,3 bilhões dessas garrafas em 2021.
Dessa forma, podemos perceber o quanto é preocupante o nosso consumo de plásticos. A nossa produção de lixo é altíssima. E boa parte desse resíduo descartado por nós, são jogados nos oceanos todos os anos e apresentam grande capacidade de dispersão por ondas, correntes e ventos.

Leia mais...

Gostou do blog?

Siga a gente também nas redes sociais!